segunda-feira, 17 de outubro de 2011

"COMPORTAMENTO - CASAIS MATERIALISTAS E SEUS RELACIONAMENTOS DE PLÁSTICO"



"Can't buy me love", cantavam os Beatles.
De fato, uma nova pesquisa confirma a hipótese de que o tipo de coisa que o dinheiro não pode comprar é um casamento feliz e estável.
Pesquisadores da Universidade Brigham Young (EUA) estudaram 1.734 casais, cada um dos quais respondeu questionários de avaliação de si mesmos e do casamento.
Algumas questões avaliavam o quanto cada um dos parceiros valorizava "ter dinheiro e ajuntar um monte de coisas."
A análise revelou que os casais que afirmam que dinheiro não é importante para eles pontuaram de 10 a 15% melhor quanto à estabilidade do casamento e outras medidas de qualidade do relacionamento do que os casais em que um ou ambos se mostraram materialistas.
Amor ao dinheiro
"Os casais em que ambos os cônjuges são materialistas saíram-se pior em quase todas as medições que fizemos," afirma Jason Carroll, principal autor do estudo.
"Há um padrão geral nos dados mostrando comunicação ruim, má resolução de conflitos e baixa capacidade de resposta ao outro," explica.
Para um em cada cinco casais no estudo, ambos os parceiros admitiram um forte amor ao dinheiro.
Embora esses casais estivessem em melhor situação financeira, o dinheiro era frequentemente uma fonte importante de conflito entre eles.
"A forma como esses casais percebem suas finanças parece ser mais importante para seu relacionamento do que sua situação financeira real," disse Carroll.
E, apesar de seu materialismo compartilhado, os relacionamentos entre casais materialistas estavam em situação pior do que os relacionamentos entre casais no qual apenas um deles era materialista.

(www.diariodasaude.com.br)

Um comentário:

  1. Tratemos do assunto objetivamente, pois somente assim as pessoas entenderão o quanto estão doentes:

    1. Muitas esposas se dedicam "eternamente" a comprar e trocar móveis e eletrodomésticos da casa, mesmo que esse vício estoure o orçamento familiar e jamais ficam satisfeitas com a decoração que elas mesmas fazem.

    2. Muito homens se dedicam mais aos seus carros que à sua esposa ou seus filhos, são capazes de comprar 100 litros de gasolina "Premium" mas não comprar um litro de leite tipo "A" para os filhos; pagam 2.000 para um mecânico consertar o carro, mas não pagam 200 para um médico curar a esposa ou o filho.

    3. Estamos vivendo numa sociedade completamente doente e agimos como se isso fosse saudável e natural.

    ResponderExcluir