segunda-feira, 26 de abril de 2010

" OQUE SOU EU "



Sou a magia elemental contida neste corpo causal
Sou forma condensada em partículas de pura emoção

Sou essência mais antiga que o próprio pensamento
Sou inspiração, que chega de leve como a brisa do verão

Sou o ar que alimenta o fogo animal da mais louca paixão
Sou rei de mim mesmo, muito além das brumas do tempo

Sou o brilho dos olhos refletido no êxtase de outro olhar
Sou chuva que refresca a terra árida e sem esperança

Sou o pensamento dos sentimentos e da ação
Sou energia que ascende além da forma

Sou o vapor da água cristalina, carregada pelas nuvens do céu
Sou tudo e não sou nada,
Pois me descubro à cada momento !

(Poema Celta/Arnehoy Seneween ®)

" SAÚDE - MAGNÉSIO ALIMENTO DA VIDA "

 (Cloreto de Magnésio = Qualidade de Vida)


O cloreto de magnésio é uma descoberta fulminante da década de 1980, pouco difundida. Não é remédio, mas sim alimento essencial para a vida, a ponto de animais novos, bem tratados mas sem magnésio, morrerem todos em um mês. O magnésio controla 18 minerais e tem umas 300 funções. Padre Bento José Schorr - Prof. de física, química e biologia - Colégio Catarinense

O Magnésio Mágico
Para quatro males incuráveis e a maioria dos outros

1. O SEGREDO DO MAGNÉSIO – É indispensável conhecê-lo. Todos nós nascemos de uma única célula, que se multiplica, até a a idade adulta, em cerca de 100 trilhões de células variadas, que nos dão calor e energia. Enfileiradas, dariam uma volta ao mundo, ou mais.

• CÉLULA SADIA – Cada célula tem no seu interior um pequeno núcleo, tido como sede da vida, com toda a programação da primeira célula. O núcleo consiste de enorme conjunto de átomos, em forma de rede espiralada, onde aqui e ali há um átomo de magnésio, tipo “borrachinha” - este é o segredo! Tais células são flexíveis e ativas, como o corpo todo. Na formação das novas células, o magnésio escolhe as substâncias programadas, todas de origem animal, como único material de construção, ao menos até os 6 anos de idade, para dar acabamento ao cérebro e evitar deficiência mental. Assim, cada célula sabe e segue o programa da primeira célula, sem faltar um cabelo sequer. Nos adultos, a célula-mãe se desfaz, para evitar o “gigantismo”. O magnésio constrói as células.

• CÉLULA DOENTE – Se faltar magnésio na formação das células, invade seu lugar o cálcio, tipo “pedrinha”. Tais células vão perdendo flexibilidade e atividade, e todo o corpo endurece, envelhece e se cansa à toa. Aí, o “diabo está solto”... O cálcio mata pelo menos 80% por doenças como calcificações, artrites, ciáticas incuráveis, câncer, infartos - umas 6 mil doenças. Umas são de doer e gemer. Outras são de morrer, no duro! Mas agora temos...

• A MAGIA – Basta devolver o magnésio que falta, e ele vai direto aos núcleos chutar fora as pedrinhas, o cálcio invasor, e retoma seu lugar como “borrachinha”. Assim, o corpo endurecido volta aos poucos a ser flexível e ativo, pois o magnésio é o restaurador das células. O magnésio, com seus 18 minerais ajudantes, vai patrulhando até os últimos becos do corpo, limpa as arteriazinhas... O magnésio chega lá!

A. REFINADOS – Então o bom Deus esqueceu do magnésio nos alimentos? Não! Ele entregou o domínio da natureza perfeita ao homem racional. A culpa é do próprio homem, obcecado por paixões de ganância, gula, vaidade... O industrial visa a lucros e refina, retira o “sujinho” dos grãos de arroz e do trigo, o melaço escuro do açúcar. Do sal marinho, rejeita o magnésio, que umedece, o iodo, e mais 20 sais salubérrimos. Gaba-se do “progresso”, dos “alimentos brancos”... Desses 4 alimentos básicos, os mais consumidos no mundo, vende a bom preço esses restinhos “sujos” ao gado, para a sua saúde. Logo, sabe o que faz! No entanto, reserva para si o restante “bagaço branco” e, doente, corre à farmácia, pagando o cêntuplo por drogas ineficazes. Assim, o homem “fatura” nada menos que 50% das mortes por câncer...

B. ESTRESSE – É o esgotamento perigoso, por falta de magnésio nos alimentos industrializados. Isso provoca em gente ativa um ciclo perigoso, assim: A falta de magnésio faz das ocupações preocupações, ânsia que gera o começo do estresse, que consome magnésio. Recomeça o ciclo, sem parar: Menos magnésio dá mais ânsia, mais estresse e menos magnésio, mais ânsia... até ocorrer o colapso, às vezes fatal. Cura certa: Siga a RECEITA GERAL (item 8) por uns meses, até sentir-se forte.

3. PREPARO DA SOLUÇÃO – Dissolva o saquinho de 33 gr. num litro e meio de água, recipiente de vidro e de preferência escuro.
Uma dose é um copinho de café bem cheio da solução.
Depoimento de cura com o Cloreto de Magnésio P/A

4. O CASO de quase paralítico, como referência. Aos 55 anos de idade, sentia estranho peso na perna direita. Aos 65 anos, virou dor intratável. Aos 69 anos formigava toda a perna ao ficar em pé (sentado, não). Então atinei ser bico de papagaio, já visível aos 55 anos, que calcificara e apertava o nervo que descia à perna. Fugia da dor sentando e, na cama, enrolado como um gato. Ouvi de um especialista: “Isso já não é um bico, mas sim um bando de papagaios! Todas as vértebras estão calcificadas, curvando a espinha. Não tem cura”. Angustiado, apelei instantaneamente ao bom Deus para dar um “jeitinho”... Pouco depois, o padre Suarez mostrou-me no livro do padre Puig o uso do magnésio...

5. A CURA – Comecei com uma dose diária, durante uma semana. Tudo bem! Tomei então duas doses, sempre sentado ou enrolado até o 20º dia, quando acordei tarde e - vejam só! - estirado, reto, sem dor. Caminhar sem dor, somente no 30º dia, quando me levantei como que a sonhar de felicidade, pois nada mais me doía. Pequeno passeio, contudo, me fez voltar o peso de outrora, mas que em poucos dias também sumiu. Assim, a perna sofrida estava até melhor que a outra...

6. EFEITOS SIMULTÂNEOS – Além da ciática, curou logo o coração. Sumiram as pontadas do fígado. A prostatite aguda em um ano pouco incomodava. Três anos depois, nem sinal dela. Descalcificou-se a espinha, e em 3 anos fiquei flexível como cobra. A lucidez voltou e o cansaço se foi. Curei também a erisipela, quando voltou, tomando 3 doses durante 3 meses e matando, por certo, o último micróbio escondido nas varizes. E fiquei reto! Daí a regra: “Tome o magnésio para uma doença só e as outras curam junto”. Voltou-me, enfim, a alegria de viver. E o que darei ao bom Deus pelo jeitinho grátis? De graça o difundirei! E mais: Em 1993, descobri a cura da psoríase, que escama a pele e é incurável desde a Antiguidade. Já no desespero, tive uma luz: “O magnésio é o construtor da célula”. Mantive então úmida com magnésio concentrado a pele afetada e nova pele nasceu. Somente isso!

7. CONTRA-INDICAÇÕES – Duas, graves: Insuficiência dos rins e paratireóide (garganta). Tente devagar, com meia dose diária durante uma semana, duas meias-doses na outra semana, três meias-doses na 3ª semana, ao levantar, ao meio dia e ao deitar. Tudo bem? Então siga para o item 8, RECEITA GERAL. Mas se piorar, diminua a dose ou vá ao médico. O uso desta receita fica a seu critério, ou a critério de um médico amigo.

8. RECEITA GERAL – Ver as contra-indicações no item 7. Se não houver, tome uma dose diária durante uma semana. Tudo bem? Então tome uma dose de manhã e uma dose à noite, na segunda semana. Na fase aguda, uma dose de manhã, ao meio dia e à noite. Passada a fase aguda, volte a uma dose de manhã e outra à noite, durante meio ano ou mais, até sentir que está bem e com boa saúde. Para não recair, siga toda a vida o item 14. Com 3 doses diárias, a pressão do sangue pode subir. Se for demais, diminua o sal de cozinha, tome remédio, ou volte a tomar duas doses. Mas não largue o magnésio, sua garantia.

9. CALCIFICAÇÃO – Que somente o magnésio cura. É o mais comum, uma série de doenças até mortais: coronárias entupidas, necrose (sem vida), infarto, pontes de safena, coágulos, derrame, trombose, arritmia, arteriosclerose (sclero=duro), válvulas duras, incrus-tações tipo cera amarela, colesterol, coluna, ciática... O magnésio tira o cálcio patogênico e o fixa nos ossos, que nunca ataca. E cura osteoporose. Ver item 8.

10. ARTRITE E ARTROSE - Que só o magnésio cura. Artrite, reumatismo, gota, inflamam, com dor, as articulações nos dedos e no corpo todo. E a artrose as degenera por acúmulo de ácido úrico, que os rins já não eliminam, por falta de magnésio. Cuidado: Ver item 7, e depois o item 8.

11. CÂNCER - Que somente o magnésio evita, e infartos. As células de doentes podem estar incompletas, por falta de substâncias (refinados, depauperados) ou presença de partículas estranhas (fumo, tóxicos, radiações, metais pesados). Essas células anormais, presentes em todas as pessoas, somente se tornam perigosas ao se agruparem, causando lesões, o pré-câncer -- que o magnésio cura. Ao formar tumor, câncer, o magnésio não cura mais (mas o elixir F. Kotelak2 já curou muito câncer e diabetes). Nódulos no seio e freqüente câncer em parentes: siga logo a RECEITA GERAL (item 8). Mas câncer da pele, que dá chagas incuráveis, o magnésio cura em um ano e tanto. Siga o item 8. Assim você se salva do câncer, de infartos, de quase tudo, simultaneamente.

12. INFECÇÕES – O magnésio reforça as defesas naturais do organismo: duplica os glóbulos brancos, soldados do sangue que matam o triplo de micróbios. O magnésio é ótimo contra furúnculos, inflamações. Cura erisipela (veja item 6). Em manchas da pele, psoríase, alergias, acne, tóxicos, feridas - ponha um paninho úmido com magnésio, ou passe com a mão. Para psoríase, solução concentrada (ver item 6).

13. CIRURGIAS – Na véspera, tome de 3 a 5 doses espaçadas. Cura rápido, sem infecção e boa disposição.

Saúde para toda a vida

14. DOSAGEM – O adulto precisa o equivalente a 2 ou 3 doses de magnésio por dia. (Cada dose = 1 copinho plástico, ver item n° 3. Como nossos alimentos refinados não o fornecem tudo isso, é preciso completar o que falta.

Dos 40 aos 70 anos, tomar 2 doses espaçadas por dia (cafe da manhã e jantar).
Dos 70 anos ao fim da vida, 3 doses espaçadas ao dia (cafe da manhã, almoço e jantar).

Assim, complementam-se os alimentos desmineralizados e o corpo se mantém flexível, sem cansar, sangue puríssimo, coração e outros órgãos sadios, sem infartos, derrames, sem morte súbita, sem câncer...
Assim fazem na Finlândia, e toda a família vive saudável. O magnésio é alimento inocente: o intestino somente absorve o necessário.

15. TEM GENTE que não quer tomar magnésio durante toda a vida. Mas o faz com o sal comum em demasia (prefere a “vida normal”), enquanto que o magnésio protege a saúde. Ou você pensa que para estimar a saúde precisa pegar, às vezes, doenças que custam 1 milhão?

Não seja idiota!

Tire uma minúscula fração dos milhões e compre magnésio, para livrar-se das doenças todas que o espera. No Alto Tocantins, vivem 20 pessoas com mais de 100 anos de idade, porque a terra lá é rica em magnésio. No Cáucaso, chegam a 125 anos, alguns a 150, porque as searas e fontes são ricas em magnésio.

16. ONDE COMPRAR O MAGNÉSIO CERTO? Nunca os comuns de farmácia, pois fazem mal à saúde pelos 3 a 5% de impurezas que eles contêm. Recomendo as lojas que fornecem material para laboratórios.

O magnésio certo deve ser:
CLORETO DE MAGNÉSIO PA (P.A. = Para Análise), NUNCA OUTRO !

Atualmente, pode-se comprar nas farmácias frascos com um ou dois envelopes com 33 gramas (que dá para um litro de solução), dá as indicações e modo usar - as mesmas recomendações do Padre Bento. Para quem não tiver um fornecedor na sua cidade, uma alternativa talvez sejam as farmácias de manipulação ou homeopáticas, pois elas precisam trabalhar com o material mais puro possível.

NOTAS
1 Segundo notícia do jornal Tribuna Catarinense, edição n.º 778 de 20/5/2005, o padre Bento morreu em 19/5/2005, por afogamento, na praia de Pererequê, em Porto Belo. Ele estava com 91 anos e era natural de Lajeado-RS.

Matéria de caráter informativo. Consulte seu terapeura quanto à dosagem correta para cada caso e idade.
Fonte: baseado no site http://www.odimelo.cjb.net/ (com modificações do texto original).
Post Miguel Galli

domingo, 25 de abril de 2010

SAÚDE - " RESPIRAÇÃO X HIPERTENSÃO "

(Respiração influi na pressão arterial)

Pesquisa realizada na Faculdade de Medicina de Ribeirão revelou a interação entre a respiração e a função cardiovascular, mostrando como mecanismos relacionados ao controle da respiração podem também influenciar significativamente os níveis da pressão arterial.

"Nosso trabalho aponta que mecanismos relacionados com o controle da respiração podem contribuir para o desenvolvimento da hipertensão arterial", disse Daniel Breseghello Zoccal, autor da pesquisa. O trabalho de doutorado foi orientado pelo professor Benedito Honório Machado.

Falta de absorção de oxigênio

Zoccal analisou as alterações cardiovasculares e respiratórias em ratos submetidos à hipóxia crônica intermitente durante dez dias, condição que consiste em reduções transitórias na fração de oxigênio inspirado, intercalados por períodos de respiração normal.

"Utilizando um sistema automático de válvulas, o oxigênio do ar inspirado foi reduzido para níveis próximos a 6% por meio da injeção de nitrogênio dentro de câmaras especializadas. Após 30 segundos nesse nível, o oxigênio foi injetado dentro das câmaras para restabelecer os níveis de oxigênio do ar inspirado próximos ao valor normal, que é de 21%", explicou.

Os resultados indicaram que ratos submetidos a essa situação apresentaram um aumento da pressão arterial, possivelmente decorrente de uma maior interação entre a atividade respiratória e o sistema cardiovascular após a hipóxia crônica intermitente.

Apneia do sono

"A condição de hipóxia crônica intermitente pode ser observada em algumas condições fisiopatológicas, como na apneia obstrutiva do sono. Contudo, é preciso ressaltar que não simulamos o que ocorre na clínica", ressaltou.

Segundo o farmacêutico, nos ratos foi mimetizada somente a situação da hipóxia intermitente. "Nos pacientes com apneia do sono, além da hipóxia intermitente, são observadas outras condições que também podem contribuir para o aparecimento de disfunções cardiovasculares e respiratórias, como alterações metabólicas, obesidade e estresse", disse.

Hipóxia crônica

Uma das principais conclusões do estudo, segundo Zoccal, é que a hipóxia crônica intermitente promove alterações na atividade respiratória, as quais, por sua vez, influenciam os níveis da atividade simpática, um dos principais fatores que determinam os níveis de pressão arterial por meio do controle da resistência vascular.

"Notamos que um dos fatores que contribuem para o aumento dessa atividade simpática são alterações nos mecanismos neurais que controlam a respiração. Existe ali uma interação muito forte no modelo que estudamos", disse.

De acordo com o pesquisador, um dos fatores limitantes do estudo foi encontrar um modelo experimental adequado. "Muitos estudos descritos na literatura trabalharam com o animal anestesiado, mas sabemos que a anestesia interfere nos resultados. Dessa forma, trabalhamos com o animal não anestesiado e com preparações in situ, modelos livres dos efeitos depressores da anestesia", disse.

Resposta ao tratamento

Apesar disso, Zoccal ressalta que os resultados não devem ser encarados apenas como restritos ao modelo experimental, uma vez que a hipertensão é um problema multifatorial. O que chama a atenção, segundo ele, é que existem casos nos quais os pacientes não respondem a tratamentos convencionais.

"Estudos realizados com outros modelos animais de hipertensão arterial apresentam resultados semelhantes aos nossos. Dessa forma, acreditamos que essa interação - respiração e função cardiovascular - possa também contribuir para casos de hipertensão que não respondem aos tratamentos existentes", disse.

Prêmios internacionais

A pesquisa de Daniel Zoccal recebeu dois prêmios internacionais.

Neste mês, ele viajará para os Estados Unidos para receber o The Michael J. Brody Young Investigator Award, concedido pela American Physiological Society e pela Merck, em reconhecimento a jovens pesquisadores.

Em julho, ele seguirá para Manchester, na Inglaterra, onde será agraciado com outro prêmio, concedido pela revista Experimental Physiology, editada pela The Physiological Society. Um artigo publicado na revista em 2009 junto com outros pesquisadores foi um dos que mais geraram downloads no ano.

" UMA FRASE - FRIEDRICH NIETZCHE "



" SEM MÚSICA A VIDA SERIA UM ERRO ! "

COMPORTAMENTO - " AMOR E AUTO-CONHECIMENTO "

       (Não há felicidade sem auto-conhecimento)

Quer ter um relacionamento romântico? Então seja fiel a si mesmo, mantenha-se como você realmente é, e um relacionamento romântico e saudável se seguirá naturalmente.

A conclusão é um novo estudo que analisou como os relacionamentos de namoro são afetados pela capacidade das pessoas de ver a si mesmas de forma clara e objetiva, agir de forma coerente com seus próprios valores e interagir com honestidade e sinceridade com os outros.

Em outras palavras, o estudo verificou a capacidade das pessoas para seguir as palavras de William Shakespeare: "Sê sincero para o teu próprio Eu."

Sinceridade consigo mesmo

Os resultados mostraram que os estudantes universitários que relataram ser mais fiéis a si mesmos também relataram namoros mais positivos e realizadores.

"Se você é fiel a si mesmo, é mais fácil agir de forma a gerar intimidade nos relacionamentos, e isto vai fazer seu relacionamento mais gratificante", afirma Amy Brunell, da Universidade do Estado de Ohio, nos Estados Unidos.

Ela é a principal autora do estudo, que será publicado no próximo exemplar da revista científica Personality and Individual Differences.

Autenticidade disposicional

Participaram da pesquisa 62 casais de estudantes universitários. Os participantes responderam uma longa lista de perguntas em três sessões separadas, que ocorreram com intervalos de cerca de duas semanas.

O primeiro questionário sondava o quanto os participantes eram verdadeiros para si mesmos, uma característica que os psicólogos chamam de "autenticidade disposicional."

A autenticidade disposicional foi medida através de respostas do tipo "verdadeiro ou falso" a perguntas como "Bom ou não, estou ciente de quem eu realmente sou."

Intimidade no relacionamento

No geral, o estudo descobriu que homens e mulheres que relataram ser mais verdadeiros para consigo próprios também se comportaram de forma mais intimista e de formas menos destrutivas com seus parceiros, e isso levou-os a sentir a sua relação como sendo mais positiva. Além disso, eles também relataram um maior bem-estar pessoal.

Na segunda fase, os participantes responderam a perguntas que analisavam vários aspectos de seu relacionamento, incluindo sua disponibilidade para discutir as suas emoções com o seu parceiro, e se guardavam segredos para o outro.

A terceira fase envolveu medidas de satisfação com o relacionamento e bem-estar pessoal.

Diferença entre homens e mulheres

O estudo revelou então uma diferença interessante entre os homens e as mulheres em relação a como cada um deles é afetado pela autenticidade do parceiro.

Os homens que eram mais fiéis a si mesmos têm parceiras que apresentam comportamentos no relacionamento que são mais saudáveis.

No entanto, não houve relação significativa entre o fato de as mulheres serem fiéis a si mesmas e os comportamentos dos homens no relacionamento.

Intimidade no relacionamento

Segundo a pesquisadora, isto pode ser resultado dos diferentes papéis atribuídos a cada gênero no relacionamento vigentes em nossa sociedade.

"Normalmente, nos relacionamentos de namoro ou casamento, a intimidade no relacionamento tende a ficar 'a cargo' das mulheres," explicou Brunell.

"Assim, quando os homens têm essa autenticidade disposicional, e querem ter um relacionamento aberto e honesto, eles tornam o trabalho das mulheres mais fácil - elas podem mais facilmente regular a intimidade", disse ela.

Mas, como os homens têm um papel menos importante no desenvolvimento da intimidade no relacionamento, eles não foram afetados tanto pelo fato de suas parceiras serem fiéis a si mesmas ou não.

(Fonte : www.diariodasaude.com.br)

" SAÚDE-ALERTA QUANTO À FILMES E TV 3D "

(Histórico familiar determina cuidados!)

A coreana Samsung, que acaba de colocar no mercado seus televisores 3D, emitiu em seu site um alerta de segurança.

Segundo a empresa, o aviso deve ser lido cuidadosamente antes que o comprador, ou seus filhos, usem a função 3D do aparelho.

Veja abaixo a íntegra do alerta.

Alerta sobre ataques epilépticos por fotossensibilidade e outros riscos à saúde

Crianças e adolescentes podem ser mais suscetíveis a problemas de saúde associados com a visualização em 3D e devem ser cuidadosamente supervisionados durante a visualização dessas imagens.

Alguns espectadores podem sofrer ataques epiléticos ou acidente vascular cerebral (derrame) quando expostos a determinadas imagens ou luzes piscantes, contidas em alguns filmes de televisão ou em certos jogos de videogame.

Se você sofre, ou tem um histórico familiar de epilepsia ou derrame, por favor consulte-se com um médico especialista antes de usar a função 3D.

Mesmo aqueles sem um histórico pessoal ou familiar de epilepsia ou derrame podem ter uma condição não diagnosticada que pode causar ataques de epilepsia por fotossensibilidade.

Mulheres grávidas, idosos, portadores de doenças graves, pessoas que não dormiram adequadamente ou sob a influência do álcool, devem evitar utilizar a funcionalidade 3D do aparelho.

Se você sentir qualquer um dos sintomas abaixo, pare de assistir a TV 3D e consulte imediatamente um médico especializado:

visão alterada
atordoamento
tontura
movimentos involuntários, tais como contrações oculares ou musculares
confusão
náuseas ou enjoos
perda de consciência
convulsões
câimbra ou espasmos
desorientação

Crianças e adolescentes podem ser mais propensos do que os adultos a sentir estes sintomas. Os pais devem acompanhar seus filhos e perguntar se eles estão experimentando algum desses sintomas.

Assistir televisão e filmes no cinema em 3D também pode causar enjoo, problemas posteriores de percepção, desorientação tensão ocular e diminuição da estabilidade postural.

É recomendável que os usuários façam pausas frequentes para diminuir o potencial destes efeitos.

Se os seus olhos mostrarem sinais de fadiga ou secura ou se você tiver qualquer um dos sintomas acima, interrompa imediatamente o uso do televisor 3D e não continue a usá-lo por, pelo menos, trinta minutos depois que os sintomas tenham desaparecido.

Assistir televisão sentado muito perto da tela por um longo período de tempo pode prejudicar sua visão. A distância de visualização ideal deve ser de pelo menos três vezes a altura da tela. É recomendável que os olhos do espectador estejam alinhados com a tela.

O mesmo alerta se aplica à exibição de filmes em 3-d que serão mania daqui em diante depois do grande sucesso de Avatar !

(A versão original deste documento, em inglês, pode ser encontrado no site da Samsung, no endereço www.samsung.com).

CIÊNCIA - " NUNCA ESTIVEMOS SOZINHOS "


Há algo muito estranho em nossa vizinhança cósmica. De uma galáxia próxima (a M82) começaram a chegar ondas de rádio vindas de um gigantesco objeto e não parece ser algo que tenhamos visto em qualquer outro lugar no universo anteriormente.

“Nós não sabemos o que é” declarou o “descobridor” do fenômeno, Tom Muxlow, do Centro de Astrofísica Jodrell Bank, no Reino Unido.
A “coisa” apareceu em maio do ano passado. Foi descoberta quando Muxlow e seus colegas estavam monitorando uma explosão estelar próxima à M82 usando o telescópio Merlin. E, aparentemente, o mago fez uma feitiçaria porque um ponto brilhante de emissões de rádio apareceu em apenas alguns dias – tempo MUITO CURTO em termos astronômicos.

Não parece o tipo de emissão de rádio normalmente recebido de supernovas: elas normalmente ficam brilhantes durante poucas semanas e vão perdendo o brilho nos meses seguintes. A fonte não mudou de intensidade de brilho durante todo o ano e o espectro das ondas enviadas também é o mesmo.

Além de tudo o objeto está se movendo. E rápido. Cientistas estimam que sua velocidade seja de quatro vezes a velocidade da luz.

Velocidades assim só foram encontradas em materiais que saíam de buracos negros.

Pode ser um buraco negro?

Não está centralizado em M82, onde cientistas esperariam encontrar algo do tipo.

Os microquasars são formados depois de explosões estelares, deixando para trás buracos negros com massa em cerca de 20 vezes a massa solar. Eles emitem ondas de rádio, mas nenhuma emissão capturada até hoje foi tão forte quando a de M82.

(Fonte: New Scientist)

sábado, 24 de abril de 2010

SAÚDE - " NOÇÕES BÁSICAS PARA TRATAMENTO E CURA DO CÂNCER "

(Fé em Deus, mudança de hábitos, persistência e amor..a cura !)

O êxito no tratamento de câncer, depende muito do estado emocional e nutricional do paciente. Nesta fase, uma dieta equilibrada, rica em determinados nutrientes, pode providenciar uma melhor qualidade de vida, com possível redução dos efeitos colaterais e melhor reabilitação. O paciente quando está com câncer possui algumas particularidades:

Diminuição da ingestão alimentar
Diminuição da absorção
Alteração do metabolismo
Diminuição da função imunológica

Dessa maneira, sua alimentação deve apresentar algumas mudanças. Alguns alimentos são importantes para ajudar no processo de eliminação de possíveis metais pesados, que podem estar dentro das células prejudicando sua função, tais como:

Alimentos ricos em aminoácidos sulfurados como:

feijão, alho e cebola;

Alimentos ricos em selênio e vitamina E:

castanha do pará e amêndoas.

 >>> Recuperar a memória celular original e sadia das células através dos Biofactores Indutores Fisioquantic de órgãos e sistemas humanos !

Retirar por completo o acucar da alimentação

>>> Corrigir terreno biológico e introduzir o Zinco Vibracional para correção de genoma !

 >>> Tomar MIDRIX Fisioquantic, sob orientação do médico ou terapeuta ! Importantíssimo recurso vibracional coadjuvante no tratamento !

>>> Acrescentar o ALCALYN Fisioquantic à rotina  do paciente sob orientação do médico ou terapeuta para resultados efetivos e irreversíveis !

Evitar a cafeína pois contém substâncias que diminuem a absorção de nutrientes. A cafeína, além de estar presente no café, aparece também nos refrigerantes à base de cola, chá mate e preto e chocolate.

É importante que a pessoa esteja bem hidratada, ingerindo mais de 2 litros de água por dia;
ingerir legumes, verduras e frutas pois possuem enzimas digestivas e fitoelementos que aumentam
o poder dos antioxidantes naturais; utilizar iogurte natural com mel; levedo de cerveja e alcachofra para a desintoxicação do fígado (que fica sobrecarregado com a presença das drogas específicas para a doença).

A enzima SOD (superóxido dismutase) faz parte do sistema de defesa antioxidante das células contra radicais livres (que são moléculas quimicamente instáveis pela ausência de um elétron na última camada). Essa enzima é dependente de minerais como manganês, cobre e zinco que podemos encontrar em determinados alimentos.

Assim como o tratamento quimioterápico ou radioterápico aumenta muito a produção de radicais livres em células normais também, diminuindo a imunidade, é importante deixá-las com um bom sistema de defesa.

Para aumentar as defesas do organismo, alimentos ricos em vitaminas antioxidantes (vitaminas E, C e Betacaroteno), são muito importantes. Essas vitaminas atuam no sistema de defesa do organismo contra radicas livres.

Os nitritos e nitratos, que são substâncias químicas colocadas em carnes (salsichas, lingüiças, salames - embutidos, enlatados e defumados) para assegurar sua maior conservação e melhorar sua aparência. Ao contato com aminas (presentes nos alimentos) mais a acidez do estômago, os nitritos e nitratos, se transformam em nitrosaminas, substância altamente cancerígena.

A vitamina C consegue "seqüestrar" estas nitrosaminas e não deixar que elas causem nenhum prejuízo. No câncer de mama recomenda-se diminuir o açúcar e a gordura por trazer prejuízo ao tratamento. Alimentos ricos em glutamina (que renova as células da mucosa, aumentando a absorção de zinco e selênio, promovendo maior imunidade), arginina (que melhora a resposta imune de cicatrização), nucleotídeos e ômega 3 e 6 (que diminui a desnutrição e a anemia e diminui a atividade das citoquinas), são importantes em casos de câncer.

Agendar sempre uma refeição grande no início do dia, mais 5 a 6 pequenas refeições diárias no decorrer do dia. Aumentar a ingestão de alimentos ricos em vitamina B6, ácido pantotênico, ácido fólico, vitamina A, E e C. Empregar maior quantidade de alimentos ricos em betacaroteno. Beba suco de beterraba, cenoura, repolho roxo.

Beba também sucos de uva, cereja e maçã de preferência pela manhã. Não usar suplementação de ferro, o excesso de ferro pode diminuir a destruição do câncer por macrófagos (células que ajudam a regenerar os tecidos), mas é imprescindível corrigir as anemias, quando necessário, de preferência com alimentos ricos em ferro heme (carne vermelha) combinados com alimentos ricos em vitamina C na mesma refeição. Tem sido sugerido o aumento de alimentos ricos em aminoácidos de cadeia ramificada.

Todas as dietas anticâncer devem incluir grãos, nozes, sementes, arroz integral, aveia, verduras crucíferas como brócolis, couve de flor, repolho e couve de bruxelas. Evite comer os seguintes alimentos: alimentos ricos em calorias mas de pouco valor nutritivo, alimentos processados e refinados, gorduras saturadas (proveniente de animais, côco e dendê), sal, açúcar ou farinha branca. Corte o álcool e chás (exceto os de ervas). Restrinja os laticínios (leite e derivados).

Os alimentos ricos em cálcio são: sardinha e atum com espinhas, amêndoas, castanha do pará, ostras, tofu (queijo de soja) e gergelim. Evite o contato com produtos químicos como sprays para cabelo, produtos de limpeza, ceras, tinta fresca, pesticidas, etc.

Comer alimentos ricos em germânio e rubídio. É importante uma orientação nutricional individualizada pois além dos problemas oriundos da própria doença, em cada paciente particularmente, se acompanha alergias alimentares, intolerâncias e preferências individuais. Não é o bastante apenas acompanhar o desenrolar do tratamento mas é preciso ainda monitorar a resposta individual de cada paciente à orientação nutricional.

FONTES NATURAIS DE NUTRIENTES GERMÂNIO:

Alho, ginseng, cogumelos shitake, cebola.

MANGANÊS:

Banana, alcachofra, aipo, grãos integrais, vegetais de folhas verde, legumes, nozes, abacaxi.

ZINCO:

Levedura de cerveja, alimentos do mar, soja, espinafre, sementes de girassol, cogumelos.

COBRE:

Legumes, nozes, alimentos do mar (principalmente ostras), uva passa, abacate, castanha-do-Pará, aveia, lentilha.

VITAMINA C:

Acerola (fresca), brócolos, pimentão amarelo, kiwi, laranja, repolho ARGININA: nozes, cereais integrais.

GLUTAMINA: complementado em cápsulas de acordo com orientação médica ou nutricional.

NUCLEOTÍDEOS: aminoácidos provenientes de proteínas (carnes e ovos) ÔMEGA 3: peixes de águas profundas, como sardinha, tainha, salmão e atum ÔMEGA 6: óleo de prímula, linhaça

VITAMINA B6: melaço, gérmen de trigo, arroz integral.

ÁCIDO PANTOTÊNICO (VITAMINA B5):

Ovo, gérmen de trigo, soja, cogumelo, brócolos, aveia, batata doce.

ÁCIDO FÓLICO: aspargos, batata, espinafre, milho, soja, laranja.

VITAMINA E: óleo de gérmen de trigo, semente de girassol, amêndoas, nozes.

BETACAROTENO: cenoura, espinafre, beterraba, batata doce, brócolos.

>> A Terapia Quantica possui protocolos específicos para todos os tipos de cancer e até então com resultados de cura GRATIFICANTES E COMPROVADOS !

E antes disto tudo, Fé no poder curador de Deus agindo no Universo e em nossa células..somos filhos D'Ele e temos em nós a mais perfeita genética possível...o reequilibrio frequencial opera milagres ! Agradeçamos ao Criador tamanha bondade em forma de conhecimento e recurso !

(Fonte Adp.http://www.raintree.com.br/)

" OLIGOELEMENTOS - MANGANÊS "

(Alcachofra é rica em manganês)

Foi após a constatação que a insuficiência em manganês provocava uma diminuição no crescimento dos vegetais, o papel deste oligoelemento passou a ser estudado junto aos animais e ao homem. Mas como os dados da literatura concernente à carência em manganês nos humanos são raros (salvo em casos acidentais durante uma nutrição artificial), somente se pode reportar às observações de laboratório em animais: podem-se descrever distúrbios tais como atrofia dos tendões, malformação dos ossículos do ouvido interno, anomalias da função reprodutora, retardamento do crescimento, distúrbios neurológicos e perturbações na coagulação do sangue.

Em todo o caso, sabe-se agora que a distribuição do manganês é grande nos tecidos e líquidos do organismo, notadamente onde a atividade dos mitocondrios (centro respiratório das células) é maior. Com efeito, o papel matabólico do manganês é considerável, pois ele ativa numerosas enzimas implicadas na síntese do tecido conjuntivo, na regulação da glucose, na proteção das células contra os radicais livres e nas atividades neuro-hormonais.

As necessidades diárias de manganês são mal conhecidas, mas seriam supostamente cobertas por uma alimentação diversificada. O que quer dizer que não podemos deixar de comer cereais, grãos e sobretudo nozes, que são muito ricas (17,07 mcg/g). Os legumes e as frutas contém pouco (1 a 2,5 mcg/g), a carne e os derivados do leite, praticamente nada (0,20 a 0,70 mcg/g). De outro lado, segundo certos autores, a concentração de manganês nos vegetais é ainda diminuída devido à redução de manganês no solo, causada pela erosão e exaustão por culturas intensivas.

Alimentos ricos em Manganês :
Banana, alcachofra, aipo, grãos integrais, vegetais de folhas verde, legumes, nozes, abacaxi.

Assim, uma suplementação em manganês é considerada por certos autores como indispensável, notadamente nos regimes privados de alimentos energéticos.

No rol dos benefícios imputados ao manganês podemos citar ação hipoglicemizante, ação sobre o metabolismo das gorduras, ação protetora das células hepáticas, um papel na biossíntese das proteínas e dos muco-polissacarídeos das cartilagens, assim como uma implicação no metabolismo dos neurotransmissores.

O manganês é considerado em oligoterapia como um carro-chefe: ele é básico no tratamento da diatese alérgica, igualmente presente na associação manganês-cobre que constitui o remédio da diatese. Este tratamento melhora sensivelmente as crianças ditas frágeis, perpetuamente resfriadas e fixando mal sua atenção. Ainda, o manganês encontra excelentes indicações no campo da artrose. Lembremos aqui que o manganês pode provocar reações passageiras e, pois, um agravamento dos sintomas alérgicos, daí a necessária prudência na sua administração e numa eventual associação com outros oligoelementos.

Pfeiffer, partidário da medicina ortomolecular (inventada por Linus Pauling, prêmio Nobel de biologia molecular), considerou o manganês (assim como o zinco) as vedetes dos oligoelementos. Seus trabalhos sublinham o interesse do manganês nas afecções articulares, na má tolerância à glucose, nos distúrbios neuropsíquicos (como a esquizofrenia ou as crises convulsivas), assim como nas dores do crescimento das crianças.

Uma tomada de manganês em doses altas se mostrou desprovida de toxidez, sendo o único problema encontrado, uma elevação da pressão arterial que se pode contrabalançar com o zinco (hipotensor), segundo Pfeiffer.

UMA FRASE - " TRAVESSIA "


“ Há um tempo em que é preciso abandonar as roupas usadas, que já tem a forma do nosso corpo, e esquecer os nossos caminhos, que nos levam sempre aos mesmos lugares. É o tempo da travessia: e, se não ousarmos fazê-la, teremos ficado, para sempre, à margem de nós mesmos. ”

(Fernando Pessoa)

" CIÊNCIA - BICARBONATO DE SÓDIO COMBATE O CANCER "

(Confinando metástases)

A importância do uso do bicarbonato de sódio para frear o surgimento de metástases tumorais ganha força com resultados recentes de experimentos feitos em camundongos. A substância eleva o pH do ambiente tumoral, o que dificulta a proliferação das células.

"Os testes em animais mostram que o bicarbonato deixa o tumor confinado", afirma Andres Yunes, pesquisador do Centro Infantil Boldrini, em Campinas, interior paulista.

Os animais tomaram bicarbonato via oral. A acidez dentro de um ambiente tumoral (pH mais baixo) torna a doença mais agressiva, como várias pesquisas já demonstraram.

Com os dois estudos publicados no periódico "Cancer Research", que reuniu grupos americanos (Arizona e Flórida) e um brasileiro (Boldrini), a hipótese que associa acidez a metástases fica mais robusta.

A tendência é que ela seja examinada em testes em humanos, que devem ser feitos nos EUA, no curto prazo.

De acordo com Yunes, que participou dos estudos ao ajudar a desenvolver um simulador computacional de tumor, existem argumentos para que testes clínicos com o bicarbonato em humanos possam ser feitos também no Brasil.

O modelo de computador, desenvolvido pelo engenheiro Ariosto Silva, hoje na Universidade da Flórida, corrobora a importância da acidez.

A ferramenta simulou o crescimento de um tumor de mama em três dimensões a partir de cenários reais. A substância ideal para neutralizar o tumor teria de ter um pH por volta de 7. O bicarbonato tem um pH de 6,1. Não é o ideal, mas serve.

Porém, os caminhos para frear tumores agressivos, diz Yunes, são vários. Uma saída é interferir diretamente na resistência do tumor à acidez.

"Tudo indica que essa maior resistência é por causa de uma proteína específica", diz Yunes. Portanto, pode-se pensar em uma droga que aja diretamente sobre ela. O resultado esperado é que o ambiente ácido, antes benéfico, acabe agora se voltando contra as células tumorais.

(Fonte : EDUARDO GERAQUE
da Folha de S.Paulo)

sexta-feira, 23 de abril de 2010

CIÊNCIA - " SAÚDE MORAL "

                   

Ter moral forte significa ser forte fisicamente, pelo menos é a relação que os cientistas fazem, provando que caras legais nem sempre chegam por último. Pesquisadores de Harvard descobriram que atos heroicos realmente podem aumentar sua energia e sua força física.

Essa descoberta acaba com a idéia de que ser altruísta pode acabar com seu avanço pessoal. Outro fato interessante mostrado na pesquisa é que apenas aqueles com muito auto-controle são capazes de heroísmo.

Cientistas acreditam que apenas tentar atos heróicos nos confere forças incríveis. A Madre Teresa e Gandhi podem não ter sido pessoas extremamente fortes, mas nas horas de necessidade mostraram força e auto-controle.

A pesquisa envolveu duas etapas, comparando força física com força moral. No primeiro teste os participantes recebiam uma nota de um dólar e deveriam decidir doá-la ou mantê-la. No segundo eles deveriam segurar um peso de dois quilos e meio pelo máximo de tempo possível. Os resultados mostraram que aqueles que na primeira etapa doaram o dinheiro conseguiram segurar o peso por 10 segundos a mais, em média, do que os outros.

Outra pesquisa da Universidade de Newcastle mostrou que o altruísmo é mais vantajoso – as pessoas ajudam outras que também são altruístas. Isso mostra por que as boas ações não foram extintas com o tempo.


[Telegraph]

FÍSICA QUÂNTICA - "PENSAR É CRIAR, LITERALMENTE ! "

(REGIDOS PELA NÃO LOCALIDADE QUANTICA)

Todos nós já ouvimos alguma coisa do tipo: "Imagine que você passou no vestibular ou imagine-se atingindo um objetivo e isso irá acontecer." Geralmente assentimos com educação, mas no fundo achamos que falar é fácil, mas fazer nem tanto.Todos 

Mas em um novo estudo publicado no periódico científico Psychological Science, os psicólogos Christopher Davoli e Richard Abrams, da Universidade de Washington, sugerem que a imaginação pode ser mais eficaz do que pensamos em nos ajudar a alcançar os nossos objetivos.

Imaginando situações

Os resultados mostraram que o simples fato de imaginar uma postura pode ter efeitos que são similares a assumir de fato essa postura.

No experimento, um grupo de estudantes deveria procurar por letras específicas em um monitor, que estavam embaralhadas entre outras letras servindo de elemento de distração. A tarefa era encontrar as letras o mais rapidamente possível e apertar um botão quando elas fossem identificadas.

Durante a realização desta tarefa, pedia-se aos estudantes que imaginassem que eles estavam segurando o monitor com as duas mãos ou que eles estavam com as duas mãos postas às costas - foi enfatizado para que eles não assumissem essas posturas, mas apenas que as imaginassem.

Os participantes passaram mais tempo procurando na tela que eles imaginavam ter nas mãos, quando comparado com aqueles que se imaginaram com as mãos atrás das costas.

O poder da imaginação

Os pesquisadores sugerem que o ritmo mais lento do primeiro grupo de estudantes indica uma análise mais aprofundada dos itens que se encontram mais próximos às mãos. Pesquisas anteriores mostraram que nós gastamos mais tempo olhando para itens perto de nossas mãos - objetos mais próximos de nós são geralmente mais importantes do que os que estão distantes - mas este é o primeiro estudo que sugere que apenas imaginar algo próximo às nossas mãos vai levar-nos a dar mais atenção a ela.

Os pesquisadores sugerem essa descoberta indica que o nosso "espaço peripessoal" - o espaço em torno do nosso corpo - pode ser estendido para abarcar uma área que uma postura imaginada nos levaria a ocupar.

Moldando a realidade

Eles notam que pode haver vantagens em ter essa capacidade, como a determinação se uma ação é realista (por exemplo, "Eu posso alcançar prateleira mais alta?") e ajudar-nos a evitar colisões.

Os autores concluem que o presente estudo confirma "uma idéia que há muito tem sido defendida pelos palestrantes motivacionais, psicólogos do esporte, assim como o foi por John Lennon: A imaginação tem a extraordinária capacidade de moldar a realidade."

“Se vocês prestarem atenção, vocês poderão perceber como é que vocês criam a sua própria realidade. Como vocês recriam as mesmas histórias. Como vocês sabotam a sua vida. Como vocês fazem escolhas baseadas em uma crença errônea de que vocês não são adequados, de que vocês não são dignos, de que vocês não são merecedores”.

A forma como vocês criam a sua realidade é pelas suas crenças sobre quem vocês são e suas crenças acerca de sua realidade. Isto é o que cria a sua realidade visível. Vocês podem dizer que os seus pensamentos, idéias e crenças são como a casa em que vocês vivem e tudo ocorre dentro desta estrutura de idéias, crenças e pensamentos.

Sua estrutura, tanto a sua estrutura material como a sua estrutura não física, é criada da energia, e energia é consciência. Então, vocês são um corpo de consciência, consciência atenta. Esta energia da qual vocês consistem, é eletromagnética em natureza. Vocês são realmente um magnetizador grandioso, um grandioso ímã.

Agora, o universo os apóia 100%, seres poderosos que vocês são, então seja o for que acreditarem, ocorrerá. Isto é o que vocês percebem como realidade. Não é, de qualquer modo, a realidade no sentido mais amplo, compreendam, mas o que vocês percebem é a sua realidade. Quando vocês mudarem as suas percepções, vocês mudarão também a sua realidade. É assim como isto funciona."
(P'taah/Jani King)


quinta-feira, 22 de abril de 2010

" UMA FRASE - RAMTHA "


“Temos que nos curvar diante dessa mente maior que está moldando a energia em modos de realidade com os quais ainda temos que sonhar nessa existência, e que só percebemos como caos, mas cuja ordem é definida. Esta mente esta acima de nós,é mais profunda”.

" SAÚDE - SOL COMBATE A ASMA "


Tomar sol pode ajudar a aliviar os sintomas da asma ?

Banhos de sol nos horários adequados podem ajudar crianças e adultos a combater a asma.

Isso é o que sugere um estudo publicado este mês no Journal of Allergy & Clinical Immunology, que associa baixos níveis de vitamina D - nutriente produzido pelo organismo quando tomamos sol - a sintomas mais fortes da doença respiratória e a um maior uso de medicamentos entre as crianças e adultos asmáticos.

A análise de 99 crianças com asma indicou que 47% tinham níveis insuficientes de vitamina D. E essa deficiência foi associada a uma pior função pulmonar; a maiores níveis de uma proteína indicadora de alergia; à maior propensão a precisar de medicação esteroide, para reduzir inflamação nas vias aéreas; e a mais chances de precisar do uso de drogas beta-agonistas para relaxamento dos músculos pulmonares e redução dos sintomas.

“Nosso trabalho sugere que a vitamina D aumenta a função anti-inflamatória dos corticosteroides”, explicou o pesquisador americano Donald Leung. “Se estudos futuros confirmarem essas descobertas, a vitamina D poderá ajudar pacientes com asma a alcançar melhor controle dos sintomas respiratórios com menos medicação”, concluíram os autores.

Fonte: Uol

" TROCANDO MIL PALAVRAS POR UMA IMAGEM "

 
( SALTO QUANTICO - VOCE CRIANDO UNIVERSOS DE POSSIBILIDADES EM SUA VIDA )


quarta-feira, 21 de abril de 2010


" OLIGOELEMENTOS - CÁLCIO "

(salada crua de couve)

O cálcio, como o magnésio, é um macroelemento. É o mineral mais abundante do organismo: 1100 a 1200 g de cálcio, dos quais 90% está no esqueleto. O resto é repartido entre os tecidos (músculos sobretudo) e o plasma sangüíneo. Neste nível, o cálcio se apresenta ligado às proteínas, como também na forma ionizada indispensável às numerosas funções das células. É um elemento primordial da membrana celular na medida em que ele controla sua permeabilidade e suas propriedades eletrônicas. Está ligado às contrações das fibras musculares lisas, à transmissão do fluxo nervoso, à liberação de numerosos hormônios e mediadores do sistema nervoso, assim como à atividade plaquetária (coagulação do sangue).


Alimentos que são boa fonte de cálcio :

Chá de folha de amora ( 22 vezes mais cálcio que o leite !)
Talos de legumes são riquíssimos em cálcio
Abobrinha
Agrião
Couve-flor crua
Couve-flor cozida
Couve-manteiga
Brócolis cru (100g)
Brócolis cozido
Beterraba
Beterraba-folhas
Soja
Tofu
Rabanete
Camarão
Quiabo
Salmão
Cenoura
Marisco
Merluza (peixe)
Sardinha em conserva
Amêndoa
Feijão branco
Aveia (flocos)

Os principais fatores de regulação do metabolismo cálcico são o paratormônio secretado pelas glândulas paratireoides (que tendem a liberar o cálcio a nível ósseo e favorece a reabsorção a nível renal ) e a vitamina D, que é indispensável a uma mineralização correta.

As carências profundas em cálcio (hipocalcemias) são bastante raras. Ao contrário, as carências moderadas são freqüentes. Elas provocam os sintomas de hiperex-citabilidade neuromuscular: formigamentos, agulhadas, entorpecimento dos membros e contrações musculares. Ao nível dos ossos, a redução da taxa de cálcio no organismo pode traduzir-se por sinais de descalcificação: raquitismo, retardamento do crescimento e osteoporose.

As hipocalcemias são devidas mais freqüentemente ao déficit de vitamina D e também à falta de aporte de cálcio. Mais raramente uma insuficiência renal, uma pancreatite aguda ou um excesso de fósforo podem estar em jogo. Quanto às hipercalcemias (aumento do cálcio no sangue), elas se manifestam sob formas diversas: poliuria (necessidade freqüente de urinar), formação de cálculos renais, perda de apetite, sonolência, fraqueza muscular e palpitações. Os hipercalcêmicos revelam, ou uma patologia subjacente como o câncer com metástase óssea, hiperparatireoidia, insuficiência renal, ou um incidente iatrogênico como nos casos de utilização prolongada de grandes doses de vitamina D ou de certos diuréticos.

O ion cálcio nos distúrbios vasculares

Tendo tomado medicamentos "inibidores de cálcio", certos pacientes acreditam que é melhor evitar consumir cálcio, o que é um erro.

Se o cálcio interfere nos fenômenos de espasmos vasculares, na insuficiência circulatória cerebral e nos distúrbios vasomotores, assim como, na hipertensão arterial, estas são circunstâncias particulares.

Normalmente, a concentração do cálcio na célula é pequena, mas em circunstâncias patológicas (falta de oxigênio) há uma sobrecarga de cálcio intracelular, pois a membrana celular não preenche mais seu papel de barreira face ao cálcio extracelular. Esta entrada maciça de cálcio no interior da célula implanta canais membranários rápidos, que se abrem quando o equilíbrio da célula é perturbado. A elevação do cálcio livre na célula tem conseqüências desastrosas: a vasoconstrição dos vasos sangüíneos, uma diminuição da deformabilidade dos glóbulos vermelhos (aumento da viscosidade do sangue) e a tendência à tendência a hiperagregação das plaquetas sangüíneas.

Uma nova classe de medicamentos (os antagonistas do cálcio, que impedem o fluxo transmembranário do cálcio), é, pois, mais e mais utilizado nas doenças vasculares e nas hipertensões arteriais.

Acusar o cálcio de provocar contração exagerada dos músculos lisos é uma solução fácil; de fato, é antes o sistema nervoso simpático que exerceria um papel chave (por meio das secreções aumentadas dos mediadores) na indução das situações patológicas ao nível das membranas celulares.

As necessidades de cálcio estão sendo revistas. Uma ração alimentar normal fornece cerca de 500 a 600 mg de cálcio/dia. É a quantidade aconselhada até hoje. Todavia, o novo trabalho do grupo Getramol (grupo da comissão in- terministerial) preconiza um aumento do aporte nutricional de cálcio. Uma ingestão diária da ordem de 800 a 1000 mg/dia parece aceitável. Se se admite este aumento, é necessário se preocupar também com a modificação nos aportes de magnésio e fósforo, pois é importante conservar a relação Ca/Mg (cálcio/magnésio) vizinha de 2 e a relação Ca/P (cálcio-fósforo) entre 1 e 1.5.

As necessidades em cálcio aumentam no período de crescimento, durante a gravidez e o aleitamento (1500mg/dia).

De certo, durante a gravidez se produz uma adaptação do metabolismo fosfocálcico a fim de responder à demanda das necessidades do feto. Assim, a absorção do cálcio no intestino e ao nível dos condutos renais é aumentada, graças ao aumento da formação de vitamina D. Porém, a mulher grávida pode ser carente de vitamina D no período invernal nas nossas condições de fraca insolação. Ao lado de um bom aporte de cálcio, sabe-se, a partir de estudos recentes, que a adição de vitamina D às mulheres grávidas assegura uma assimilação exata do cálcio. Esta precaução se faz necessária, não só para a mãe como também para a criança, pois é da mãe que a criança receberá a vitamina D.


Devem-se também ressaltar os trabalhos americanos, apresentados no encontro internacional sobre alimentação das mulheres grávidas, que preconizam um suplemento cálcico durante a gravidez com a finalidade de protegê-las contra uma elevação da pressão arterial.

O cálcio e a osteoporose

Melhor prevenir que remediar. O cálcio é também o centro de debate da osteoporose, que se tornou uma espécie de "epidemia silenciosa", notadamente entre as mulheres. Lembremos que, com a idade ,o capital ósseo diminui lentamente e que a osteoporose corresponde à ampliação deste fenômeno fisiológico.

É difícil analisar a eficácia do aporte de cálcio nesta doença, devido às divergências encontradas nos resultados dos estudos.

Estas divergências são provenientes, de um lado, pelo diferente comportamento dos ossos nas várias regiões do esqueleto: os ossos do rádio não reagem ao suprimento do cálcio, enquanto que as taxas das fraturas dos outros ossos (fêmur, bacia) diminuem de maneira significativa. De outro lado, parece que todas as mulheres menopáusicas não reagem ao aporte adicional de cálcio. Nas mulheres com uma taxa normal de estrógenos, o equilíbrio cálcico se estabelece mais rapidamente que nas carentes de estrógenos. Finalmente, muitos autores concordam no essencial, isto é, sobre a prevenção a longo termo. É primordial assegurar à massa óssea a maior densidade possível entre os vinte e quarenta anos.

"CIÊNCIA - MEMÓRIA FEMININA É MELHOR DO QUE A MASCULINA, DIZ ESTUDO "


As mulheres costumam reclamar que seus parceiros esquecem tudo, principalmente datas comemorativas, como aniversários de namoro e casamento. Alguns homens, em contrapartida, garantem não ser tão esquecidos assim. Pois uma pesquisa inglesa acabou com as dúvidas: afirma que a memória feminina é melhor que a masculina.

Para chegar a essa conclusão, os cientistas do Instituto de Educação da Universidade de Londres contaram com a participação de 10 mil pessoas aos 50 anos, incluindo escoceses, ingleses e gauleses. Todos fazem parte do estudo National Child Development, que os acompanha desde o nascimento.

Os voluntários ouviram dez palavras e tiveram dois minutos para lembrar o maior número possível delas. Em seguida, precisaram listá-las depois de cinco minutos. As mulheres venceram os homens nos dois testes, com placares 5% melhores no primeiro e 8% no segundo.

Elas foram mais ágeis na terceira etapa. A tarefa era riscar em um minuto mais letras "p" e "w" de um caça-palavras. A próxima atividade era nomear quantos animais conseguissem ao longo de um minuto. Nesse caso, houve empate.

A diretora da pesquisa, Jane Elliott, disse ao jornal Daily Mail que essa diferença é perceptível também quando são controlados dados como quantas pessoas fumam, bebem e que tipo de trabalho fazem. Apesar de ser uma diferença pequena, ela existe, segundo a pesquisadora.

Os resultados sugerem que essa diferença tenha uma causa biológica. Uma teoria é de que esteja relacionada aos níveis do hormônio sexual feminino estrogênio.

Os pesquisadores pretendem retomar os testes nos próximos anos com o intuito de analisar o processo de envelhecimento. Eles esperam que as mulheres se saiam ainda melhor à medida que envelhecem.



( Fonte : Terra )

terça-feira, 20 de abril de 2010

"SAÚDE - REFORCE SEU SISTEMA IMUNOLÓGICO "


Desde o momento que nascemos estamos expostos a bactérias, vírus, fungos e outras substâncias estranhas que podem agredir nosso organismo, atacando-o a qualquer momento. Entretanto, para combater esses inimigos nosso corpo está equipado, dispondo do que chamamos de sistema imunológico, ou seja, um "exército" de células específicas que estão sempre alertas e prontas para defendê-lo de agentes estranhos.

Contudo, esse sistema pode muitas vezes ficar fragilizado, debilitado, e quando isso acontece nós nos tornamos suscetíveis à todos os agentes estranhos já citados, que tendem a provocar resfriados, gripes ou outras doenças mais sérias, como infecções generalizadas e até mesmo o câncer.

Entre os fatores que podem acarretar prejuízos para o sistema imunológico destacamos o estresse físico, ambientais (por exemplo a poluição), emocionais (por exemplo a depressão) e a alimentação desequilibrada, que eu considero como sendo o mais importante.

Sistema Imunológico

A função do sistema imunológico consiste em reconhecer cada um dos tecidos, células, proteínas.... do organismo para distingui-las de uma ampla variedade de agentes patogênicos e substâncias estranhas. Neste processo, os linfócitos T, células pequenas que fazem parte dos glóbulos brancos sangüíneos (também conhecidos como leucócitos), têm grande importância.

Durante o desenvolvimento fetal, o sistema imunológico "aprende" a distinguir as substâncias próprias do organismo; com isso mantém desativados os linfócitos T que reagiram diante das mesmas. Mas quando um agente estranho, como por exemplo uma bactéria, invade nosso corpo, essas células são ativadas com o objetivo de defender nosso organismo dos possíveis prejuízos que a bactéria causará. É por isso que os linfócitos são freqüentes em áreas de inflamação crônica, pois eles estão ali para exercerem sua função imunológica. E é por isso que num exame de sangue, a taxa alterada dessas células pode indicar que algo vai mal com nosso sistema imunológico.

Uma concentração anormal, maior que o valor de referência pode indicar por exemplo infecção. Já no caso de indivíduos infectados pelo vírus da aids, a destruição da função desses linfócitos pelo vírus resulta numa deficiência imunológica e conseqüente vulnerabilidade a infecções oportunistas potencialmente fatais.

Os alimentos que mantém o sistema imunológico em dia

Um indivíduo bem nutrido, que se alimenta de frutas, verduras, legumes e grãos está muito mais bem preparado para enfrentar gripes, infecções e outras doenças do que um indivíduo mal nutrido, cujo cardápio é rico em alimentos gordurosos, processados e com excesso de açúcar. Isto porque as vitaminas e minerais que potencializam as nossas defesas orgânicas estão presentes em grande quantidade nas frutas, grãos e hortaliças em geral.

As principais vitaminas e minerais que atuam fortalecendo nosso sistema imunológico são as vitaminas A, C, E e ácido fólico e os minerais zinco e selênio. A seguir mostraremos quais são as principais funções imunológicas de cada um desses nutrientes e em quais alimentos são mais encontrados.

Vitamina A - Essa vitamina apresenta um papel muito importante na manutenção da integridade das membranas mucosas. Por isso, a sua deficiência no nosso organismo provoca uma redução do número de linfócitos T circulantes, aumentando a probabilidade de infecções bacterianas, virais ou parasitárias. Os alimentos considerados ricos nessa vitamina são: cenoura, abóbora, fígado, batata doce, damasco seco, brócolis, melão.

Vitamina C - Essa vitamina antioxidante estimula a resistência às infecções através da atividade imunológica de leucócitos. Ela aumenta a produção dessas células de defesa, que tem efeito direto sobre bactérias e vírus, elevando a resistência a infecções. Acerola, frutas cítricas (limão, laranja, lima), kiwi, caju, tomates e vegetais folhosos crus são fontes excelentes. Morangos, repolho e pimentão verde são boas fontes. Mas não se esqueça: a vitamina C é facilmente destruída pela luz e pelo calor. Um suco de laranja com acerolas, por exemplo, deve ser consumido imediatamente após preparo para que não haja grande perda da vitamina C.

Vitamina E - Essa vitamina tem a capacidade de interagir com as vitaminas A e C e com o mineral selênio, agindo como antioxidante. Sua função primordial é proteger as membranas celulares contra substâncias tóxicas, radiação e os temerosos radicais livres que são liberados em qualquer reação química do organismo e podem causar sérios danos às estruturas das células, detonando o processo de envelhecimento e desencadeamento de algumas formas de carcinogênese. Alimentos ricos em vitamina E são o germe de trigo (fonte mais importante), óleos de soja, arroz, algodão, milho e girassol, amêndoas, nozes, castanha do Pará, gema, vegetais folhosos e legumes.

Ácido fólico - Essa vitamina é essencial para a formação dos leucócitos (glóbulos brancos) na medula óssea. Alimentos ricos em ácido fólico são fígado, feijões e vegetais folhosos verde escuros (brócolis, couve, espinafre).

Zinco - Esse mineral atua na reparação dos tecidos e na cicatrização de ferimentos. Uma deficiência de zinco resulta em diversas doenças imunológicas; a deficiência grave causa linfopenia (grande diminuição do número de linfócitos). Fontes alimentares importantes de zinco são as carnes, peixes (incluindo ostras e crustáceos), aves e leite. Cereais integrais, feijões e nozes são também boas fontes.

Selenio - Assim como a vitamina E, esse mineral possui grande capacidade antioxidante, ou seja, neutraliza a ação dos radicais livres (formados devido a ação dos raios solares, poluição, fumaça de cigarro, entre outros) no nosso corpo, retardando o processo de envelhecimento e evitando o desencadeamento de algumas formas de câncer. Castanha do pará, alimentos marinhos, fígado, carne e aves são os alimentos mais ricos em selênio.
Veja agora alguns dos alimentos que apresentam propriedades benéficas para seu sistema imunológico.

Alho - Excelente agente antibacteriano, além de possuir substâncias que previnem o câncer gástrico e doenças cardiovascular.

Cogumelo Shitake - Esse cogumelo possui lentinan, uma substância que aumenta a produção das células de defesa do organismo

Acerola - Fruta riquíssima em vitamina C (30 a 50 vezes mais que a laranja). Essa vitamina age na reconstituição dos leucócitos em períodos de queda de resistência

Gengibre - Excelente alimento que ajuda no fortalecimento do sistema imunológico

Últimas Considerações

A alimentação balanceada, rica em frutas, vegetais e grãos, proporciona ao nosso organismo nutrientes importantes para o bom funcionamento do sistema imunológico. Acredito que as pessoas que seguem uma alimentação deste tipo, adquirem defesas próprias contra as mais variadas doenças, tornando-se mais fortes que elas, e isso, com certeza, propicia tempo e qualidade de vida maiores.

(Fonte : UOL)

COMPORTAMENTO - " DOENÇA MORAL"


A realidade supera as mais criativas formas de ficção. Nenhum vilão criado até hoje pela indústria cinematográfica pode superar as maldades cotidianas cometidas por pessoas que podem estar muito próximas a nós.

Por entendermos que a essência do Homem é boa, distraímo-nos acreditando que todas as pessoas agem baseadas na bondade. Não é sempre assim.

É fato que existem mentes perigosas, dispostas a destruir pelo prazer de destruir; ardilosas, inteligentes e completamente desvinculadas da lógica, da racionalidade, da moral e da ética.

Essas pessoas estão conosco nas ruas, no trabalho, na escola, no lar e no encontro casual em um shopping center. Elas procuram “vítimas” e, frequentemente, as encontram entre as pessoas mais frágeis, bondosas e afetivas.

Elas têm predileção por pessoas que demonstram lacunas emocionais doloridas - pessoas fragilizadas que acreditam em tudo o que possa parecer uma possibilidade de curá-las dessas dores.

Na Era Cristã, já se falava daqueles que devoravam a casa das viúvas, aproveitando-se de sua solidão e carência. As coisas não mudaram, apenas sofisticaram.

Sim, há pessoas destituídas de sentimentos de compaixão, amor e empatia. E elas, por aparente ironia, são as que mais acusam as outras pessoas de serem assim. O disfarce perfeito: a mãe que não age como mãe, mas finge preocupar-se ilimitadamente com os filhos; o pai que não age como pai, não protege, não provê, não se envolve, mas chora de saudade dos filhos para os quais nunca liga ou visita; a irmã invejosa da beleza da mais nova que chantageia a mãe para tornar a outra “borralheira”; a classe política é o supra sumo deste mal; o professor egocentrico que não aceita alunos participativos ou o "amigo" que sorri pela frente e escarneia pelas costas..

Há milhares de pessoas que espancam com as mãos, outras com palavras, chefes tiranos, negociantes gananciosos e uma categoria sem fim de vilões cotidianos com os quais cruzamos nas esquinas de nossas vidas. Isso quando não passamos a dividi-las com eles.

O fato é que podemos estar tomando café da manhã com o inimigo, dormindo com a inimiga, trabalhando lado a lado com o traidor e até mesmo, nos tornarmos vilões de nós mesmos - sabotando nossa própria felicidade e agindo com crueldade com relação a nossa própria vida.

Há muita maldade no mundo e a maldade é ausência de amor.

Todo aquele que não ama e não recebe amor corre grave perigo. Trate o mal com o bem, amando o próximo, especialmente o mais próximo, mas cuidado para não levar o inimigo para dentro de casa e de não confundir inimigos com amigos.

A patologia da maldade é perigosa, desestruturante e de consequências imprevisíveis. Se fizéssemos uma pesquisa nos manicômios sobre as origens que conduziram pessoas antes consideradas normais até aquele estado encontraríamos o egoísmo, a vaidade, o orgulho e o prazer em provocar deliberadamente a dor, na base da imensa maioria dos fenômenos a que convencionamos chamar loucura. Ali vivem reflexos vivos de vidas movidas pela inveja e maldade deliberdas e gratuítas !

Todo vilão é um “louco” em potencial, com incrível capacidade de tornar-se um “louco” realizado!

Não desacredite da humanidade, tampouco ande por aí de maneira desavisada convidando vilões para jantar. Na vida real, a despeito da novela, poderá não haver ninguém da produção para salvá-lo das consequências, nenhum diretor para dizer: - “Corta!”

Vilões de verdade não param, não desistem e não obedecem a direção alguma. Estão doentes, precisam de ajuda. Se quiser ajudá-los, não se torne uma vítima, vítimas nem sempre têm uma segunda chance! Mesmo que seja para ajudar...

Os bons sofrem demais porque esquecem que também é bondade denunciar e não aceitar a maldade. Ser conivente com a vilania é uma maneira de se aproximar da aquisição de seus hábitos. Saia desse âmbito de ação.

Neutralize as possibilidades de que apliquem vilania à sua vida.

Se você consentir ser prisioneiro ou refém de algo ou alguém, não faltarão candidatos à vaga de vilões e sequestradores do seu destino.

A realidade supera, em muito, à ficção. Fique alerta, troque de canal, vire a página, abandone a história, esqueça a personagem...

(Fonte : http://www2.uol.com.br/vyaestelar/atitudes_maldade.htm )

segunda-feira, 19 de abril de 2010

" OLIGOELEMENTOS - SELÊNIO "


É o "novo" oligoelemento por excelência. Há alguns anos atrás ,se desconfiava de seu papel essencial, mas não se tinha ainda a prova. Era mesmo considerado em certos estudos como um elemento-traço sem nenhum papel biológico.

Era um pouco comparado à vitamina E, que em 1959 era considerada uma daquelas vitaminas que criavam problemas à medicina e a qual se sabe hoje estar associada a certas reações bioquímicas.

Supunha-se possuir um papel bioquímico, mas nem mesmo se sabia com segurança, se sua ausência podia provocar algum problema, ou se ele era um nutriente essencial.

Tudo mudou depois da descoberta chinesa da ação do selênio para curar a doença de Keshan, uma cardiopatia infantil. Ademais, na China, existem todos os níveis de aporte alimentar em selênio, segundo as regiões, desde os mais baixos até os mais altos.

Outro exemplo, o dos pesquisadores neozelandeses que conseguiram curar com o aporte de selênio as distrofias neuromusculares de quem apresentou esse problema na reanimação.

Também veremos que o selênio pode ser possuidor de outras qualidades tão excitantes, como a luta contra o envelhecimento ou a prevenção do câncer.

Alimentos que contém selênio :
Castanha do Pará, Castanha de caju,
Aveia, Arroz integral, cereais integrais,
Atum, frutos do mar, fígado, frango,
Brócolis, pepino, repolho, alho, cebola.

Aportes alimentares de selênio no mundo

É efetivamente na China que se pode encontrar taxas extremas nos aportes de selênio. Lá, há regiões cujos aportes apresentam variações que vão de 1 a 500 e no sangue taxas que variam de1 a 400!

Estas diferenças parecem ser responsáveis pela doença de Keshan para os regimes deficitários, e de uma toxicose, devida ao selênio, com perdas de cabelos e das unhas, para quantidades muito elevadas.

Valores menos extremos foram encontrados na Nova Zelândia e Finlândia (baixos) e na Venezuela (elevados) e isto somente em certas regiões destes países.

A taxa média absorvida nos Estados Unidos é de cerca de 100 a 200 mcg/dia, quantidade recomendada pelas autoridades sanitárias.

Como ocorreu com outros oligoelementos, o selênio por longo tempo escapou das pesquisas científicas pela dificuldade de sua dosagem. Ele se encontra no soro humano em concentrações próximas de dez a menos sete gramas por litro, sendo ainda menores que as de outros elementos traços, como por exemplo o zinco.

Uma dosagem confiável pode ser hoje realizada graças a técnicas usadas pela física nuclear. É à equipe de Madame Simonoff, do laboratório de química nuclear do CNRS de Bordeaux, que se atribui o mérito de ter introduzido esta técnica na França e da demonstração da necessidade de uma aporte suficiente de selênio para o homem.

Papéis bioquímicos do selênio

Foi provado que o selênio é um componente da glutathion peroxidase, uma enzima que destrói os peróxidos, isto é, os agentes oxidantes que atacam a célula. Não há dúvida, hoje, de que o selênio, por seu papel na glutathion peroxidase, faz parte dos defensores da células contra a ação dos agentes oxidantes como o fazem a vitamina E, a catalase e a superóxido dismutase. Foi somente em 1973 que se descobriu a presença do selênio nesta enzima. Desde o ano seguinte foi posto em evidência a importância deste oligoelemento para a glutathion peroxydase (GTP), tendo sido demonstrado que nos animais sujeitos a alimentação pobre em selênio a taxa de GTP diminui assim como sua atividade, e que ela retorna ao normal assim que se restabelece o equilíbrio de selênio.

O papel preciso da GTP parece ser o de proteção contra os malfadados radicais livres provenientes dos processos oxidativos (ânion superóxido, peróxido de hidrogênio, radical hidroxila e peróxidos orgânicos).

A forma do selênio na GTP parece ser a de uma selenocisteina de quem os químicos discutem atualmente o estado de redução (selenol, ácido selênico), mas deixemos a eles esta discussão, já que nos parece muito complexa.

É preciso saber que foi descoberta em certos animais e no homem uma glutathion peroxidase independente do selênio. Esta enzima se encontra nos mitocôndrios de quase todas as células, em particular nas células do fígado, dos músculos e dos glóbulos vermelhos.

A atividade catalítica do selênio é reforçada na presença da vitamina E, que é também indispensável na redução dos radicais livres. Sua associação aparece, pois, como fundamentalmente necessária às células na prevenção de seu sofrimento e de sua degeneração. Desenvolveremos este assunto mais precisamente no capítulo consagrado ao envelhecimento.

Por outro lado, o selênio possui um efeito de antídoto com relação aos metais pesados tóxicos, como o mercúrio, o chumbo, o arsênico e o cádmio.

Pesquisas em curso colocam em evidência as propriedades anti-inflamatórias e imunoestimulantes do selênio.

No homem, a suplementação em selênio parece ser benéfica para melhorar a forma geral e lutar contra o envelhecimento. Um estudo em futebolistas mostrou um aumento de 20% das performances (maior resistência e recuperação mais rápida) após um mês de tratamento com a associação selênio-vitamina E. Notou-se, também, uma melhora na vitalidade de pessoas idosas graças a esta suplementação.

Um regime carente de selênio induziu catarata em animais, e não se pode deixar de associar a relação entre a carência de selênio em velhos freqüentemente desnutridos e o aparecimento da catarata.

O aporte alimentar diário varia de um país para outro (200 mcg para os Canadenses e somente 30 mcg para os Finlandeses). Na França, o estudo de Madame Simonoff mostrou que o aporte quotidiano médio é de 46 mcg. O Conselho Nacional Americano de Pesquisas preconiza 1 mcgpor quilo de peso corporal, o que nos coloca aquém das médias aconselhadas.

Câncer e Selênio

Nas regiões de solo carente em selênio, notou-se maior freqüência de câncer do seio e do cólon, e entre os Asiáticos que consomem mais selênio em sua alimentação, uma menor freqüência.

Existem, freqüentemente junto aos cancerosos taxas baixas de selênio. Não se sabe se ocorre por parte do tumor uma utilização ou um seqüestro do selênio, ou se há, como parecem indicar um estudo projetivo finlandês recente e certos estudos americanos, uma correlação entre as taxas baixas de selênio nos exames efetuados anteriormente e o aparecimento mais freqüente a posteriori de cânceres.

O papel protetor do selênio seria devido a uma imuno-estimulação e, pois, uma melhor defesa do organismo em caso de aparecimento de células cancerosas.