quarta-feira, 30 de novembro de 2011

"FÍSICA QUÃNTICA - A MENOR PARTE DA MATÉRIA NÃO É MATÉRIA"

(A ciência irá comprovar nossa ignorãncia sobre a vida)

Recentemente, físicos do laboratório CERN focaram sua pesquisa para o bóson de Higgs, a partícula que muitos pensam que deu forma ao universo após o Big Bang, e agora estão restritos a uma faixa estreita do espectro de massa para tentar encontrá-la.
Cientistas estão sugerindo que, se a partícula não for encontrada até meados de dezembro, provavelmente vai ficar comprovado que ela não existe, e algum outro mecanismo para explicar como a matéria nasceu no cosmos terá que ser procurado.
GeV, ou giga elétron-volts, é um termo usado na física para quantificar campos de energia das partículas. A procura por Higgs no Grande Colisor de Hádrons (LHC) e no Tevatron (agora fechado, no laboratório Fermilab dos EUA) variou até 476 GeV.
A região de maior massa já foi praticamente descartada, mas o bóson de Higgs ainda poderia estar em qualquer lugar na faixa entre 114 e 141 GeV. Físicos como o italiano Tomasso Dorigo, que trabalha com o CERN, agora dizem que, se existir, o Higgs deve ser encontrado em cerca de 120 GeV, enquanto o pesquisador britânico independente Philip Gibbs chuta 140 GeV em seu site, vixra.org /.
As últimas descobertas sobre a partícula Higgs foram compiladas por duas equipes de pesquisa, ATLAS e CMS, e ambas estão trabalhando duro para tentar completar a análise de dados do colisor até o início de dezembro.
O Conselho do CERN se reúne entre 12 de dezembro e 16 de dezembro e qualquer sinal concreto do Higgs – cuja existência foi postulada há quatro décadas pelo cientista britânico Peter Higgs – será relatado durante a sessão.
A faixa de baixa massa, onde os cientistas sempre pensaram que iriam encontrar a partícula, é também aquela em que seria mais difícil de encontrá-la. Sendo assim, parece pouco provável que ela seja descoberta em breve, e pode ser que realmente não exista.
A partícula é parte do modelo padrão da física de partículas que procura explicar como o universo funciona em seu nível mais básico, mas ela é quase o único elemento do modelo cuja existência ainda não foi provada.
Se não for encontrada, os cientistas precisarão explorar o próximo conjunto de possibilidades para explicar o universo.

7 comentários:

  1. "Temos de nos curvar diante desta mente maior que tem moldado a energia em modos de realidade com os quais ainda temos que sonhar nesta existência mas que só entendemos como caos...ela é superior, esta acima de nós e tem objetivos imutáveis e definidos"

    (Ramtha - Cientista participante do projeto "Quem Somos Nós")

    ResponderExcluir
  2. "ANALIZEM COMIGO...SE O "PROJETO GENOMA" NÃO ENCONTROU O HOMEM INTEIRO DENTRO DO HOMEM..E AGORA SE O ACELERADOR DE PARTÍCULAS NÃO ENCONTRAR O COMPONENTE BÁSICO DA MATÉRIA, DE TUDO OQUE VEMOS E TOCAMOS..NÃO É CHEGADA A HORA DE VOCE
    SE PREOCUPAR MAIS COM SUA ALMA E SEU CARÁTER ? "

    (Miguel)

    ResponderExcluir
  3. "Se a vossa ciência, que vos ensinou tantas coisas, nao vos revelou que o domínio da Natureza é infinito, sois apenas meio sabios"

    (Alan Kardec)

    ResponderExcluir
  4. Caro Miguel.. grato por mais uma ótima postagem. Como disse Heisenberg, o pai da física quântica, “O primeiro gole do copo das ciências naturais irá transformá-lo em um ateu, mas no fundo do copo Deus está esperando por você". Quanto mais penetramos nos segredos do mundo físico mais nos fascinamos perante os mistérios de Deus. Agora uma dúvida.. quando De Broglie descobriu que a dualidade onda-partícula se aplicava a toda matéria, não teríamos assim que já, pela própria mecânica quântica descartar essa ideia de particula elementar, já que todas obedecem à mecÂnica quântica? Depois de von Neumann, não deveríamos descartar a ideia de que o aparelho medidor é o agente do colapso da onda em partícula, necessitando-se, assim, de um elemento não-material que extrapole o domínio do tangível para completar nosso conhecimento da matéria? Segundo von Neumann era a consciência do observador, que deveria ser imaterial... e depois de Eugene Wigner, que levantou os problemas de se admitir uma consciência individual causando o colapso, não deveríamos seguir consoante Amit Goswami, Ludwig Bass e Casey Blood, admitindo que o colapso deve provir de uma consciência Única? Na minha opinião, pesquisas que ainda procuram essa tal de partícula elementar estão um século atrasadas teoricamente e desperdiçando muito dinheiro que deveria ser melhor empregado na ajuda ao próximo.. que é um só! Abraço meu amigo

    ResponderExcluir
  5. William é aquele velho jargão..cegos dirigindo cegos ! Abraço meu querido

    ResponderExcluir
  6. De onde vem a matéria?
    Há muito tempo diz a ciência dos homens, insensatez para Deus, que tudo é derivado do átomo.
    Ora, o átomo deveria ser indivisível, sem dimensão, infinitesimal, mas pensando bem concluímos que seria tão pequeno que não poderia existir.
    Quanto mais se divide um objeto físico, mais se pode dividir, sem jamais chegar ao " ponto geométrico", a menor parte da matéria, e assim seguiria-se uma sequência infinita de divisões.
    Então a própria ciência dos homens por ignorância começou a dizer que o átomo seria divisível, ou seja, o indivisível, que é o que significa átomo, seria divisível.
    Ora, pois, não tem lógica.
    Portanto o átomo divisível não é o verdadeiro átomo e o indivisível, se fosse verdadeiro, não seria material, mas abstrato, surreal, ou metafísico, pois é como admitir que pode uma energia ter valor nulo, mas não pode uma vez que não há vácuo absoluto, e nada surge do nada, porém, admita-se ao menos o vácuo quântico, preenchido por forças, na física chamadas flutuações quânticas.
    Assim seria a matéria :virtual" com origem nessas flutuações, variáveis de uma só energia que vai então moldando o Universo como o vemos.
    Um ateu já entendendo quando eu disse isso que eu estava querendo dizer que Deus existe me pediu as equações que provam isso, e outro ateu que também zombava da religião e dos religiosos como eu mesmo, disse: Poxa Jairo, se você não veio de Deus você veio de onde?
    Então eu disse também que o Espírito também é energia e que a essa energia devem ser associadas às quatro forças fundamentais da natureza conhecidas pela ciência dos homens.
    E a teoria de tudo só estaria completa admitindo-se a existência de Deus Criador e Todo PODEROSO.
    ENTÃO ME PERGUNTOU O ATEU ONDE ESTÁ O ESPÍRITO?
    Eu disse que a matéria não se move ou vibra por si só, sem ação de uma força interna ( como nossa própria vida) ou externa ( como aqueles a quem nós ajudamos lhes recuperando a auto - estima, por exemplo). E a força não é absolutamente inerte como a matéria. Mas é viva.

    ResponderExcluir
  7. Qual a origem de tudo e o que existia antes do big bang? A resposta está na antigravidade, que nada mais é que o vácuo absoluto, e por mais incrível que pareça é a energia mais poderosa do universo, pois é infinita como é o espaço e tempo. Essa energia poderosa tem seu estado crítico, quando ondas de pressão negativa se chocam com velocidade igual a da luz, isso provoca uma grande explosão que dá origem à poeira cósmica. A comprovação disso está na menor partícula da matéria, que fica oscilando entre matéria e energia, os elásticos.

    ResponderExcluir